terça-feira, 3 de novembro de 2009

Cafe Filosofico - Existe Arte feminina?


A Artefeito faz esta pergunta no proximo cafe Filosofico Dia 06 de novembro, 19 horas no Espaco Enraizados. Uma reflexao para meninos e meninas.


Rua Tomas Fonseca, Comendador Soares, Nova Iguacu. Ponto final do onibus Integracao Pavuna - Morro Agudo.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Protegendo as mulheres - Grafiteiras pela lei Maria da Penha


Grafiteiras pela lei Maria da Penha foi um projeto que marcou a historia de quem participou dele e da Artefeito. E continua em graffitis que são feitos por aí pelas Grafiteiras promotoras ou pelas oficinas e bate papos que fazemos para divulgar a lei em eventos, organizações ou escolas que nos chamam.
Essa prática foi selecionada para ser apresentada no VI Seminário Protegendo as mulheres da violência domestica, promovido pelo Fórum nacional de Educação em direitos Humanos, em Florianópolis, que rolou dias 14, 15 e 16 de outubro. Com a participação de profissionais que atendem as mulheres vitimas de violência domestica tais como psicólogas, enfermeiras, assistentes sociais, advogadas, gestoras em políticas públicas e operadoras de direitos a Coordenadora Executiva da Artefeito, Giordana, esteve lá para aperfeiçoar a multiplicação feita pela Artefeito sobre a lei Maria da Penha.

Palestrantes como a Dra. Glaucia Diniz, psicóloga, usando referencias das obras do pintor belga Renne Magrit nos conduziu a uma reflexão sobre a questão de gênero no ciclo de violência e agressão.

A Dra Carmem Hein de Campos, Doutoranda em Ciências Criminais da PUC RS, que inclusive participou durante a formulação do anteprojeto da lei 11340 no Consorcio de ONGs que participaram da sua criação, falou no painel “A legislação nacional e internacional na proteção da Mulher” dos desafios em sua aplicação nos âmbitos jurídicos.
O Juiz Dr. Leopoldo Augusto Bruggemann e o Promotor do Ministério Publico, Dr. Davi do Espírito Santo, ambos de Santa Catarina, falaram sobre o dia a dia do judiciário na aplicação da medidas punitivas e demais apontando dificuldades e perspectivas. E a delegada da Policia Civil Dra. Lenise Valentim do cotidiano na delegacia qual é titular em Pernambuco, e suas providencias para possibilitar a melhor aplicação da lei 11.340.

Diante de uma nova política criminal enxergamos muitos desafios trazidos por esta conquista. O que vimos é que apesar de ser uma lei já sancionada e tudo o mais ainda há muito da vontade destes profissionais e autoridades no processo de implementação plena, e o papel do Operadores de direitos é fundamental para a cobrança e fiscalização desta implementação, mas também para uma parceria na busca pelos seus objetivos.
A Artefeito se coloca quando um deles é a mudança cultural na sociedade. A Lei Maria da Penha chega não para punir o homem, que se faz necessário em muitos casos, mas para promover a equidade de gênero, e continuamos assim na figura das promotoras grafiteiras e na própria organização onde a maioria de mulheres esta na cena do graffiti e na sociedade para fazer esta diferença.

sexta-feira, 4 de setembro de 2009

inauguração da galeria virtual da artefeito



Foi quarta, dia 02 de setembro, na Lacucaracha a Inauguração da Galeria Virtual Arte feito com a exposição “Minas do Grafitti”. A nova montagem reuniu quinze mulheres grafiteiras e artistas do Rio, outros estados e países como uma pequena mostra do que está exposto virtualmente no site da organização. “Desde a época em que nos reunimos no projeto - Grafiteiras pela Lei Maria da Penha – percebemos que hoje há mais produção e conhecemos mais grafiteiras, justamente por haver movimentação para isso”, disse a Coordenadora da Artefeito, Giordana Moreira.

Nesta primeira edição a Galeria recebe só mulheres e posteriormente, os homens irão compor o acervo, indo na contramão do que é comum.
A stylist da Artefeito, Debora Jacomo, a Injah, que também é a responsável pela identidade visual das peças da Organização, como as camisas e as bolsas produzidas em parceria com a grife independente Maria Muquifo: “Começamos a explorar as possibilidades na moda para criar roupas que tenham haver com nosso estilo e estar em contato com marcas independentes”. Além destas o bazar traz stickers, cordel e artesanato de Recife e outros artigos produzidos pelas meninas.
Quem leva uma tela ou um artigo do Bazar contribui para os projetos da Artefeito, visite. A exposição estará na Lacucaracha até dia 19 de setembro.

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Galeria Virtual Artefeito - Colabore comprando Arte


A Galeria que será inaugurada dia 02 de setembro com a exposição “Minas do Graffiti” na Lacucaracha, traz obras de grafiteiras do Brasil e exterior, que estão a venda para arrecadar recursos para os projetos da Artefeito. A principio a Galeria tem somente artistas femininas como forma de incentivar a produção das mulheres no universo do graffiti. Posteriormente serão disponibilizadas obras de grafiteiros homens, mas o principal critério é fazer um graffiti enganjado em uma causa, assim como faz a própria Artefeito. Além da galeria o Bazar Artefeito traz camisetas, stickers e artesanato com os mesmo conceito. Visite a galeria, conheça as grafiteiras e contribua levando arte para casa. www.artefeito.org

Mais conteúdo no portal da Artefeito

Junto com a Galeria Virtual a Artefeito reformulou o site trazendo mais conteúdo como textos, que abordam mais profundamente questões acerca da realidade dos membros e parceiros da Artefeito. O Portifolio mostra toda nossa história, projetos e ações, do começo em 2003 com o Baixada na Pista ao Graffiti Sonorizado na Lapa e em Nova Iguaçu, e projetos que estamos desenvolvendo. Você pode se cadastrar no nosso mailing para receber as notícias e se conectar na rede da Artefeito no myspace, facebook, e orkut.

A Artefeito na Luta contra a DST/HIV em Guaratinguetá SP



O I Encontro de Hip Hop perguntava: Qual a sua atitude na Luta contra as DSTs/HIV? A Artefeito foi até Guaratinguetá, São Paulo para ajudar a responder essa pergunta.
Através da exposição Minas do Graffiti”, do debate e das performances ao vivo sobre o tema o “Protagonismo feminino na Luta contra DST/HIV” a convite da Zulu Nation Vale do Paraíba e com o apoio da Prefeitura Municipal a Artefeito, junto com o Anticinema, ajudou a abordar esse assunto pouco falado entre os jovens como a Prevenção as DSTs/HIV, a partir da perspectiva das meninas, que tiveram muito a dizer. Ainda rolou apresentação de rappers, free style e break em meio a exibição de vídeos e debates e a presença de King Nino Brown. Fotos em Conecte-se, no site.

Ocupação cultural demolida pela polícia alemã.

Em novembro de 2008 a Artefeito participou do 3° Encontro Presencial do CBB Intercambio, na Alemanha, participando de diversas experiências com grupos autônomos. Uma delas foi o evento na Casa Ocupada em Erfut, a Topf & Söhne, antiga fabrica que entre seus produtos fornecia fornos crematórios durante o Holocausto. Ocupada em 2001 com a preocupação em contar essa história para que não se repita foi transformada em um verdadeiro centro de cultura independente, grafitada por grafiteiros de diversas partes do mundo promovia shows de metalcore, punk e musica eletrônica.
Em abril a Polícia alemã invadiu a casa, expulsou os ocupantes e demoliu o local, por ordens dos proprietários que pretendem transformar o terreno em apartamentos e supermercados.

Manifestamos aqui nosso apoio às ocupações e a resistência ao domínio do capital sobre o ser humano. Veja a operação executada pela Polícia contra os ocupantes.

parte 1: http://www.youtube.com/watch?v=B1VafoOfUoc
parte 2: http://www.youtube.com/watch?v=u7_PeRub-0U

Veja a matéria sobre nossas experiências com as ocupações alemãs em Textos, no site.

domingo, 19 de julho de 2009

sexta-feira, 17 de julho de 2009

Movimento Periférico


Movimento Periférico dia 18/07
Batalha do conhecimento com Mc Marechal
Basquete grupo 4X4
Dança de Rua com Rina Assis
Papo Reto: Cultura é Integração!



quarta-feira, 13 de maio de 2009

Grafiteiros homenageiam a Baixada Fluminense


No Dia da baixada, 30 de Abril, a Artefeito realizou o Graffiti Sonorizado – Edição Grafiteiros da Baixada no evento Baixada Cultural, promovido pelo SESC Nova Iguaçu, como parte das comemorações do Dia da Baixada Fluminense. Ao som do Dj Kabeça, de Mesquita, o painel feito por Erica, de Nilópolis, Short de Nova Iguaçu e Gil de São João de Meriti fez referencia a nova geração que invade o território com o graffiti e os Cineclubes.
Fotos No Flic do nosso site

terça-feira, 12 de maio de 2009

Turbilhão Hip Hop - Cultura de Rua em São Gonçalo





Os dois anos do evento, que já faz parte do roteiro do Hip Hop fluminense, abriu com o bate papo “Cultura de Rua em São Gonçalo” mediado por Giordana Moreira da Artefeito e com participação de MC Grilo, Pluto, bboy, e Diego, produtor do evento e vocalista do Prioridade SG. Falando sobre a intensa atividade da cultura de rua na cidade MC Grilo citou a nova geração de MCs como Dante, Coiote, Gel, Lauro, Skol e Menor do Rap. Pluto falou do trabalho do grupo Clam que desde 2001 vem realizando eventos como o São Gonçalo In Rap, multiplicando os adeptos da cultura. Hoje são três locais diferentes que promovem aulas de break com o bboy do grupo que se transformou em ONG. Diego atribuiu o sucesso do Turbilhão ao fato de que é produzido por todos em conjunto, de forma independente, mas profissional, com total liberdade de criação na parceria com o SESC, que cativou um público fiel a cada edição. A platéia participou contando experiências da cidade, como Pigmeu do grupo Street Parkour, que pratica o Le Parkour, esporte Francês para superar obstáculos que trabalha a disciplina, praticado todo sábado na Praça Chico Mendes em Alcântara e demonstrado no evento. O bboy Russo, da Gritos Crew, falou da importância de que as pessoas da cidade troquem informação e realizem intercâmbios, para aprimorar a arte e multiplicar o break entre a nova geração. Mostra disso é a quantidade de adolescentes que surgem como adeptos da cultura, fruto do trabalho realizado por estas iniciativas. O segundo bate papo, o primeiro rolou em março, levou a galera a refletir a importância de suas próprias historias, e vai ocntinuar em proximas edições.
A festa seguiu com show do Prioridade SG, graffiti ao vivo com Black Boy e Alio e batalha apresentada por MC Grilo e vencida pelo MC Coquinho.
O evento continua todo segundo domingo do mês recebendo a cultura de rua de todos os cantos, fazendo a historia no presente e desenhando o futuro da juventude gonçalense.

Contatos

MC Grilo:
WWW.myspace.com/griloretalhador
Gritos Crew: luciamadecafe@ig.com.br
Street Parkour: Miguel_muitolouco@hotmail.com

Doações Para Asilo

Através do nosso trabalho tentamos construir uma nova forma de vida para que este mundo seja mais justo e as pessoas tenham dignidade. Enquanto isso não acontece fazemos o que podemos para ajudar as pessoas que tem necessidades urgentes, como os idosos da Associação Aliança dos Cegos, que fica na Rua 24 de maio, 47, que estão sem o essencial, alimentação.
Eles precisam de FEIJÃO, ARROZ, MACARRÃO, FUBÁ, ÓLEO, SAL, AÇÚCAR, LEITE EM PÓ (para tomarem os remédios), AVEIA, ACHOCOLATADOS, BISCOITOS, FRUTAS, LEGUMES, VERDURAS, MATERIAL DE HIGIENE E LIMPEZA (sabonetes/pasta e escova de dente/prestobarba/desinfetante/cloro/papel higiênico/sabão em pó), COBERTORES, ROUPA DE CAMA, TOALHA DE BANHO, ROUPAS P/ FRIO (casacos /meias / calça comprida).
Se não puder ajudar, pelo menos divulgue. Alguém poderá. O tel de lá é 2281 0704 ou 2501 7076.

terça-feira, 28 de abril de 2009

Peça Oito e Março convida a Artefeito


No dia 30 de Abril a Artefeito vai estar promovendo o debate nesta peça em homenagem a luta pela Igualdade de Gênero. Boa oportunidade para quem quer conhecer a fundo essa questão e para quem quer conhecer os novos passos desta história.

Graffiti Sonorizado no Dia da Baixada

O Baixada Cultural, evento promovido pelo SESC Nova Iguaçu em comemoração ao Dia da Baixada, vai rolar dia 3 de Abril, quinta-feira, a partir das 15 horas com feira de artesanato, oficinas, comidinhas e apresentações musicais de artistas da região. A Artefeito vai estar promovendo lá dentro o Graffiti Sonorizado - edição Grafiteiros da Baixada, com Erica e Short entre outros que estarão pintando um painel para mostrar a arte das ruas ao som do DJ Kabeça. A Entrada é gratuita.
Em toda a Baixada já estão rolando eventos em comemoração a este dia, veja no www.sitedabaixada.org.br , no www.sescrio.org.br ou no www.forumculturalbfluminense.org.br

Luta Armada faz o 1º de Maio em Costa Barros


segunda-feira, 20 de abril de 2009

Graffiti em Debate na Baixada Fluminense


Com o crescimento do graffiti no Rio a Posse 471 promove varios debates sobre a arte das ruas nos dias 24 e 25 de abril a partir das 10 horas, em parceria com o Núcleo de Referência Duque de Caxias.
"O Graffiti Mostra sua cara - reconhecimento do graffiti como arte fora do Brasil" - Ment e Anarkia; "Outras possibilidades - a questão do graffiti e a sustentabilidade"; "A experiencia do Meeting of Favela e o graffiti na Baixada Fluminense"; "Ações e ocupações artísticas em comunidades" com Acme e Airá O Crespo; "A cena fora do Rio" com Dingos e Nemvip TK.
As 17 horas rola show com Rimas e Tintas e curtas sobre graffiti, entre eles "Grafiteiras pela Lei Maria da Penha". Sábado a partir das 10h rola tradicionalmente encontro de grafiteiros.

Curso Direito a Segurança Publica em Nova Iguaçu

O Centro de Direitos Humanos esta promovendo gratuitamente o Curso "Direitos a Segurança Publica" que abordará diversos temas, Fundamentos dos Direitos Humanos, Redução da Maioridade Penal, Direitos previdenciários e a saúde e políticas públicas de segurança.
A abrangência dos temas mostra que todos nós devemos estar ligados nesse assunto não só quando nos encontramos próximos da violência mas quando nos vemos responsáveis por ela.
Todas as terças e quintas das 18h as 20h, na Rua Dom Adriano Hipólito, 08 Moquetá Nova Iguaçu, ao lado do SESC. Inicio dia 07 de maio e encerramento dia 09 de junho. Informações 2768 3822, 2767 1572 ou cdh.ni@ig.com.br.

quinta-feira, 26 de março de 2009

Curso de Formação de Agentes Culturais Populares na UFF

Os interessados devem inscrever-se até o dia 13 de abril. Entre 14 a 17 de abril serão feitas entrevistas com os selecionados e no dia 20de abril será divulgado o resultado final no blog. Lembramos que as aulas começam no dia 30 de abril e serão sempre às quintas-feiras, de 14 às 18h, com duração de 3 meses.

Inscrição e mais informações em: http://www.culturanauff.blogspot.com/

quarta-feira, 25 de março de 2009

Movimento Periférico – Artefeito estréia “Papo Reto”.


A ultima edição do Movimento Periférico contou com uma nova atração, o Papo reto, um momento de reflexão em meio as atrações artísticas produzidas pela periferia que rolam mensalmente no SESC Niterói.
Depois de dança de Rua com a turma da terceira Idade comandada por LucIano Motta e do batuque do Araribloco Giordana Moreira, da Artefeito, e Eliane Gomes, da Rede Bairros do Mundo que participam o CEASM e o Instituto Noos, bateram um papo com o publico sobre “O papel da mulher nos movimentos culturais”. A maioria de jovens e adolescentes teve a oportunidade de falar sobre a participação da minas nas artes periféricas. Essa nova atração do evento vai se repetir nas outras edições criando um espaço onde a galera pode abrir o verbo. O mestre de Cerimônias Tigrão continuou a festa com MC Marechal e Grilo comandados pelo DJ Bruno que sacou seu repertorio cheio de minas no rap. Ainda rolou graffiti ao vivo com Gene e Morga, veja as fotos no nosso flic.

Arte Jovem convoca


terça-feira, 17 de março de 2009

Primeiro Encontro de Chicas Peruanas!




Primeiro encontro de graffiti feminino do Peru em Lima que aconteceu no dia 8 de março com uma concocatória macissa de novas meninas com muinto talento nos muros e desejo de se expressarem livremente nesta sociedade patriarcal. O encontro foi um sucesso e seguiremos apoiando as meninas para o crescimento de nossa cultura.
vlw!!!

Mishap.PERU-LIMA 2009
http://www.youtube.com/watch?v=RUuUSWXc3MY

Mishap participou no Rio de Janeiro em 8 de março de 2008 do Segundo Encontro de Graffiteiras Cariocas pelo projeto Graffiteiras Pela Lei Maria da Penha com as meninas da Artefeito. A experiência adquirida neste momento foi multiplicada um ano depois em Lima.
Nós, meninas graffiteiras da Artefeito estamos muinto felizes que conseguimos alcançar um dos nossos objetivos das ações que é estimular a produção feminina consciênte no Graffiti, agora não só a nivel nacional como a nivel internacional!!!!

Beijos a Todos.
Anarkia.

sexta-feira, 13 de março de 2009

ARAKA - O QUE É?>>

























ARAKA - O QUE É?>> é um evento cutural de ponta: um multimix com artes plásticas, cineclubb (filmes, videos e fotografias ), música, poesia falada, performances e ...moda! Como evento cultural soa um tanto quanto austero para os tempos atuais, o evento se transforma em ...FESTA! O diferencial é o seguinte: artistas de vários segmentos são conectados e trazem consigo seus convidados para uma festa particular dentro da festa geral ... ou seja: ninguém vai lá para fazer um trabalho: vai para se divertir com os amigos numa festa coletiva, onde outros estão fazendo o mesmo ...By Tavinho Paes

Entre para a TEIA CULTURAL ARAKA , um agendao com o contato dos mais atuantes artistas da jovem cena carioca .
e ainda no blog , editais, saloes,oportunidades,bolsas....

segunda-feira, 9 de março de 2009

O Graffiti pela mulher e a Artefeito pela igualdade


A Artefeito aproveitou o Dia 08 de Março para apoiar a luta pela igualdade de gênero e, claro, produzir muitos graffitis. Começou no dia 07, sábado, na festa For Girls, na Boate NITD em Niterói que foi grafitada pelas meninas da Artefeito. Já no dia 08, domingo, a manifestação “Mulheres de PAZ” projeto do PRONASCI, na Praia de Copacabana reuniu personalidades para pedir menos violência para todos e todas. O graffiti de Injah e Erica simbolizou figuras femininas pedindo a paz. Logo depois no Turbilhão Hip-Hop Giordana Moreira apresentou a primeira grafiteira do Rio de Janeiro, Aila, em um bate papo sobre a historia da mulher no graffiti fluminense seguido de um show da parceira Bebel Du Guetto que agitou a galera da Quadra do SESC São Gonçalo. Durante todo o dia Anarkia produziu um painel sobre a opressão nos jardins do Museu da Republica enquanto personalidades como Shuma Schumaer faziam uma profunda reflexão à luz das pensadoras. Públicos diferentes puderam perceber a força da Artefeito, na reflexão dos graffitis com o apoio de Yuri Chamusca e Davi. O Jornal O Dia e O Fluminense lembraram o painel em homenagem a Lei Maria da Penha grafitado pela Grafiteiras pela lei Maria da Penha na Praça dos Direitos Humanos em Nova Iguaçu no ano passado. Enquanto no Dia da Mulher ofereciam-se tratamentos de beleza nós apoiamos iniciativas que envolvem a luta de mulheres por uma sociedade mais justa para todos, sem violência, pela igualdade e com muito graffiti e cultura Hip-Hop, assim como continuaremos a fazer durante o resto do ano. Em todas as atividades o que se mostrou foi o trabalho das mulheres, mas além de tudo em construir uma sociedade igual, onde a arte é pela arte e a mulher é pelo ser humano. Agradecimento aos parceiros do PRONASCI, Prioridade SG, Museu da República, Ira Maciel, Ana Paula Sciamarella, Fundição progresso, Fabio Ema, Amazonas de Niterói, Mulheres da Paz e todos aqueles que manifestaram apoio a nossa organização. Veja as fotos no flic do site da Artefeito.

Movimento Periferico dia 21 de março


quinta-feira, 5 de março de 2009

Artefeito no Dia Internacional da Mulher


· 05 de Março 10 horas – Lançamento da campanha “Eu Digo não à violência contra a mulher” - Comissão de Defesa dos Direitos da Mulher da ALERJ
Plenário da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, Palácio Tiradentes Rua 1º de Março – Centro Rio de Janeiro.

· 07 de Março 22 Horas - Festival "FOR GRRRRLS!" - Boate NIT D - Amazonas de Niterói
Rua Coronel Tamarindo, 35, Gragoatá, Niterói
Entrada até as 00 horas R$13,00 /após R$ 15,00 / lista amiga R$ 8,00 – listapromoção.nitd@globomail.com
Todos são bem vindos, mas elas é que mandam. DJS Bia Trixx, Ale Sound, Karine, Dri Toscano, Ana Bauzer, Kyka, VJs, malabaristas, tatuadoras e bodypiercings.
A Artefeito faz graffiti ao vivo com as grafiteiras Injah e Anarkia.

· 08 de março – 10 h Mulheres da Paz
Praia de Copacabana – caminhada do Leme ao Posto 05.
Graffiti ao vivo com grafiteiras da Artefeito na presença de personalidades que lutam pelos Direitos das Mulheres.

· 08 de Março – 14 às 17 horas – Turbilhão Hip-Hop - SESC São Gonçalo
Av presidente Kennedy 755 – São Gonçalo - Entrada Franca
No Dia Internacional da Mulher a Artefeito participa do evento com um bate papo mediado por Giordana Moreira com a primeira grafiteira fluminense na terra do graffiti, Aila, ainda show da Bebel Du Guettu e a banda residente Prioridade SG.

· 08 de Março – Cidadania em Debate – Museu da Republica
Rua do Catete 153, Catete, Rio de Janeiro - Entrada Franca
Que diferença a mulher do homem tem? As Leis e o Lugar da mulher na cultura brasileira. A partir das 14 horas filme, performances, debate com Schuma Schumaher, Eliane Potiguara e Mirian Goldenberg.
Graffiti ao vivo com a grafiteira e coordenadora de arte da Artefeito Anarkia.

· 09 de março - Diploma Mulher-Cidadã Leolinda de Figueiredo Daltro
Palácio Tiradentes - Rua Primeiro de Março, s/nº - Praça XV
As homenageadas da 6ª Edição do Diploma Mulher-Cidadã Leolinda de Figueiredo Daltro são:
Aglaete Nunes Martins (Rio de Janeiro), Elenice Silva (Belford Roxo), Estelina Maxima Bispo (São Gonçalo), Inês Maria das Graças Gomes Silva (Volta Redonda), Jorcinete da Gloria Nascomento Arnaud (Cachoeiras de Macacu), Leda de Souza Fonseca (Barra Mansa), Margarida Estela Mendes do Nascimento (Campos), Rogeria Peixinho(Rio de Janeiro), Rosalia de Oliveira Lemos (Niterói) e Yone Lindgren (Rio e Janeiro).

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Artefeito no seu primeiro ataque.


O “Graffiti Sonorizado” foi a primeira interferência da Artefeito, uma organização que produz subcultura com propósitos como combate a discriminação e revolução intelectual. O painel rolou sábado dia 07 de fevereiro na Lapa, Centro da cultura no Rio de Janeiro com um sound sistem montado pela Radio Gruta e os DJs João e Prince Leo, e ainda rolou rap com Mateus Pingüim e Bebel Du Guettu, com apoio da galera do Anticinema.
A Artefeito é resultado da história da Comcausa Arte e Pensamento, fundada pela gestora Giordana Moreira que se reformulou totalmente em 2008, após o ingresso da grafiteira Panmela Castro, a Anarkia, e do produtor Yuri Chamusca, se reafirmando como uma organização típica da nossa geração, que expressa suas idéias de mudar o mundo através da arte. As grafiteiras que participaram do projeto Grafiteiras Pela lei Maria da Penha Injah, Erika, AV., Jups, Muleca, Morga, Naya, Aila e a cenógrafa responsável pela exposição Minas do Graffiti Luana Nunes formaram o coletivo, além de outros jovens que se juntam na hora da ação, como os grafiteiros Tito e Davi e a galera do projeto Espaço do Rock que a Artefeito realiza este ano.
Antes da pintura do painel os participantes se reuniram pela manhã discutindo sobre o que é uma organização da sociedade civil: "Artefeito é um estilo de vida" afirmou a grafiteira Anarkia. Apesar de 98% dos participantes serem mulheres, com papel fundamental nas decisões a organização não é um grupo de mulheres: "Lutamos pelas questões de gênero, por que todas nós achamos justo, mas nossa principal causa é a arte frente ao caos que vivemos" disse Giordana. Cada um falou sobre seus propositos na organização, que definiu uma vontade coletiva de lutar pela igualdade de gênero e racial, pela liberdade de expressão e pela revolução intelectual, com música, arte e autenticidade.

segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009




O Graffiti do muro na Lapa dia 07 de fevereiro marca a presença da Artefeito com som dos DJs Prince Leo, João (Megaton BSB) e os Mcs Mateus Pinguim e Bebel Du Guetto.

A Artefeito é uma Organização Independente formada por pessoas que produzem arte em busca de um novo projeto de sociedade. O protagonismo feminino, a filosofia Hip-Hop e a produção da subcultura são a principal característica desse movimento que utiliza como instrumento os Direitos Humanos.

sábado, 10 de janeiro de 2009

Nasce um novo cineclube na baixada!



No dia 13 de janeiro de 2009 o cineclubismo estará em festa na baixada-fluminense, mais um cineclube surge para manter vivo o movimento na região. Apartír das 19:00 horas vai rolar no SESC de Nova Iguaçu um panorama de filmes realizados na baixada em comemoração a estréia do cineclube Digital. Vale a pena conferir!

O que?
Filmes da Baixada
Quando?
13/01/09 ás 19:00 hs.
Onde?
SESC Nova Iguaçu-Rua Dom Adriano Hipólito, 10, Moquetá, Nova Iguaçu.
Que saber mais?