segunda-feira, 21 de junho de 2010

Artefeito sobre gênero em Campo Grande


O evento lança o livro Forito - Jovens Feministas Presentes, dia 26 de junho com bate papo, apresentações e graffiti com a Artefeito. O livro traz feministas e feministas da cultura como Tyely Qyeen, do Hip-Hop Mulher e a grafiteira Fernanda Sunega.

Giordana recebe titulo de Membro Honorario da Cultura Urbana

A Liga Urbana de Basquete - LUB - abriu dia 12 de junho a "Exposição Universo LUB" no SESC Madureira com anos de um trabalho que vai alem do basquete de rua, mais tambem socio-educativo e com comunicação. Na ocasião condecoraram com um certificado de Membro Honorario da Cultura Urbana algumas personalidades, entre elas a Coordenadora da Artefeito Giordana Moreira por dez anos de atuação na cultura: "Aprendi produção cultural na rua como se aprende Hip-Hop, e hoje em todo lugar encontro pessoas que fazem parte da minha historia e que eu estive construindo junto coisas boas pela cultura, como a LUB." Veja o video na LUB TV www.lub.org.br

Artefeito em rolê pelos mutirões e painéis.

Aila e Erica em Macaé


AILA, KEL, BORG, PACATO E DUIM EM SAMPAIO


DAVI E PACATO EM MACAÉ


MENINAS EM BELFORD ROXO



MULECA, KEL E DUIM EM MACAÉ


DAVI E ERICA NO PAINEL DAS CRIANÇAS EM MACAÉ



A Artefeito convidada por MUK junto a outros grafiteiros fluminenses como Duim, Pacato, Kel, Borg e Eco foi parar em Macaé para participar da grafitagem do muro da Escola Municipal Efrain e, comemoração a criação de uma area presevada nas proximidades com a ajuda da Secretaria do Meio Ambiente, Casa do Caminho e Associação de Moradores e ainda outros artistas plasticos. E como a Artefeito já é conhecida por suas oficinas tematicas Davi e Erica orientaram a criançada no tema Meio Ambiente, diferente do tema genero que costuma fazer: Sempre teremos uma precoupação com as relações de genero ate por que somos 99% de mulheres no grupo, mas não somos um grupo de mulheres, mas que busca o Direitos da pessoa humana, e genero é masculino e feminino.", disse a coordenadora Giordana.

Aila e Erica interagiram e Muleca arrazou no realismo. Davi que tambem faz parte da Mafia 44 interagiu com Pacato logo no inicio do muro chamando muita atenção. Além dos fluminenses a Kolirius Crew e grafiteiros locais marcarma a presa. Na volta da viagem essa galera ainda parou para prestigiar o mutirão promovido pela Rede Nami, comandada pela grafiteira Anarkia, na comunidade de Sampaio onde atua a Caramundo. Duim, Pacato, Borg, Kel e Aila fizeram juntos um painel e Muleca ainda mandou no Freestyle promovido pelos parceiros do Comando Selva, do gente boa MV Hemp.

Com projetos, oficinas e rolês a semente se desabrocha e cada vez mais ha minas promovendo o graffiti no Rio.


Fechando por aqui Aila, Erica e Muleca ainda estiveram em Belfod Roxo a convite de Dante. Mais rolês e traços em www.flickr.com/artefeito, no facebook, orkut e fotolog.

Seminário Graffiti e suas perspectivas.

Com um olhar bem interno sobre o graffiti as estudantes de produção cultural Ingridy Afonso, Leticia Suevo e Tabita Caroline organizaram este seminário que reuniu gente que constrói a cultura do graffiti no Rio atualmente. Aconteceu nos dias 14 e 15 de junho em Nilópolis, Marcio Graffiti mediou os debates Graffiti e Pichação, Mulher no Graffiti e Mercado de trabalho que contaram com a presença do Espaço Rabisco, TuJaViu e a Artefeito. Bunys do espaço Rabisco contou sobre seu trabalho com uma loja comercial na Zona Sul e sobre o MOF – Meeting Off favela, encontro em Duque de Caxias que reúne centenas de grafiteiros anualmente, Tu Já Viu falou sobre sua trajetória se destacando como uma marca de camisas conhecida e consumida por dentro e fora do meio. A Artefeito falou sobre pichação e mulher com a grafiteira Muleca, e Giordana Moreira fez uma analise do desenvolvimento do graffiti desde o inicio dos anos 2000.